Paraty, o calor do amor!

quarta-feira, janeiro 04, 2017 | Postado por: Daia Carvalho

Olha quem esta aqui para mais um post de viagem, euuu! Gente, eu adoro viajar e adoro mais ainda poder compartilhar isso com vocês, é muito bom passar dicas em cima das experiências.

A cidade escolhida para a nossa viagem de casal foi Paraty que fica à 337km à 345km de Praia Grande (depende por onde você for), confesso que a cidade que estava nos meus planos era Monte Verde em Minas Gerais, porém quando fui comprar não achei nenhum pacote legal na data que eu queria, passou uns dias, vi o vlog que a Claudinha Stoco fez em Paraty e fiquei super encantada pela cidade, fui pesquisar, conversei com meu namorado e não é que deu certo. (Monte Verde vai ficar para uma próxima vez).

Não fizemos roteiro para essa viagem, pois acreditamos que viagem boa é aquela que vamos para curtir, descansar, eu apenas pesquisei lugares legais, se desse pra ir tudo bem, e se não desse tudo bem também, tem bastante pessoas que ficam frustadas, e eu já fui uma delas, hoje em dia eu só quero saber do fato de estar lá com quem eu amo, estar viajando e nada mais.




Sexta-feira (23)

Meu namorado estava trabalhando e eu em casa de férias \o/, saí por volta das 15h30 min para encontra-lo perto do serviço dele para irmos, fizemos o Blá Blá, e com a gente foram mais duas pessoas, um senhor de 41 anos e um rapaz de 20 e poucos anos. HAHAHA
Saímos de Santos às 19h e chegamos por volta da 00h na pousada, assim que entramos na pousada faltou energia e ficou sem até a manhã do dia seguinte, vocês não sabem o medo que deu tudo escuro.

Sábado (24)

Eu já havia reservado o nosso passeio de escuna uma semana antes, no sábado acordamos, tomamos café e fomos direto para o caís. O passeio de escuna foi maravilhoso, e ficamos com muita vontade de fazer no domingo, mas tínhamos que ir embora. Após a chegada da escuna que foi por volta das 16h, achávamos que íamos passear no centro, mas nada disso, o sol estava tão quente mais tão quente, que a gente entrou no carro e voltou pra pousada. A noite fomos no centro da cidade para jantar, eu queria muito comer no Restaurante Casa Coupê, porém esse restaurante e os demais do Centro fizeram ceia de natal que custava R$80 por pessoa, preferimos comer uma pizza, que por sinal é muito GOSTOSA lá no Gato no Muro, e não contentes só com a pizza a gente ainda foi comer um açaí, e gente...açaí lá é MUITO barato. Nessa noite demos uma volta na praça e entrei na igreja que estava acontecendo uma missa de natal, que igreja LINDA.

Domingo (25)

Acordamos no horário para tomar café e nos arrumamos para ir a praia, como tínhamos ficamo a primeira noite sem energia eu pedi para a responsável da pousada trocar o horário do nosso check out que seria meio dia, para as quatro da tarde assim aproveitaríamos mais a praia, ela topou e deu tudo certo. Ficamos em dúvida se íamos para Trindade (cidade vizinha), ou para alguma praia de Paraty. Lembrei que a marinheira da escuna tinha indicado a Praia do Jabaquara e foi pra lá que fomos. A praia é muito tranquila, tomamos um açaí no Kiosque do Paulinho e depois alugamos um stand up por R$30 a hora. Eu não consegui ficar de pé, o máximo foi de joelhos, mas meu namorado conseguiu. Após a praia voltamos para a pousada, descansamos e fizemos o check out às 15h e fomos almoçar na Casa Coupê finalmente, eu estava aguada pra comer naquele lugar. Fizemos o Bla Bla Car para a volta também e como já estava marcado para às 16h30min não conseguimos andar mais por lá e nem comprar lembrancinhas. :( 
A volta foi o que demorou mais e o que me deixou mais irritada, pois queria muito chegar em casa e aquele trânsito chato em São Paulo só por Deus. Chegamos em casa era uma e pouca da manhã, foi muito, mais muito cansativo.


Algumas observações que você precisa saber sobre Paraty:


- Lá é caro?

Todo mundo falava: prepara o bolso. Gente, não é bem assim e estou aqui para desmentir, nós que moramos em cidade turísticas também, achamos os preços normais o mesmo que aqui (Praia Grande, Santos), a única coisa que achamos absurdamente caro foi a gasolina que estava custando R$4,49. (Aqui na Praia Grande pagamos R$3,49 e quando esta em promoção a valor chega a R$3,19);

- A cidade é segura?

Sabemos a fama que o Rio de Janeiro tem né, mas acho que deve ser apenas por lá mesmo, que em Paraty achei super tranquilo, andamos com celular e carteira na rua e nada aconteceu graças a Deus, o centro é muito cheio de gente, então achei bem tranquilo. E os dois dias que ficamos por lá não vimos policiamento.

- Como é o clima de lá?

Sabe aquela música rio quarenta graus, então...acho que lá faz uns 60 graus HAHAHA. Paraty é muito mais quente que Praia Grande, e muito mais quente que no Ceará que fui no ano passado, lá é tão calor que a gente não aguentou andar na rua, fomos correndo pro carro no ar condicionado. Já na pousada conseguimos sobreviver com dois ventiladores, ela também ficava no meio do Mata Atlântica então não vinha aquele sol direto. Já no passeio de escuna estava calor, mas como toda hora a gente nadava deu para aguentar.

- Abandone o salto

Pelas poucas vezes que andei a pé no centro foi sofrido até de chinelo, as ruas são feitas de pedras sabe, aí temos que prestar atenção onde pisamos, portanto nada de salto, prefira chinelo ou tênis.

- Saiba pesquisar onde ficar

Como toda viagem que eu faço eu acabo sempre comprando a hospedagem no hotel urbano, e para essa viagem as opções eram bem poucas e não me preocupei em ver em outros sites, o centro da cidade é cercada por pousadas e hostel, tipo muitos, muitos mesmos. Não me arrependo do lugar que eu fiquei porque era lindo, mas assim se eu fosse numa próxima vez eu ia preferir ficar no centro mesmo.


Pousada Sítio Mata Atlântica

Não tenho o que reclamar da pousada, o lugar é muito lindo, calmo, uma paz e cercada por verde, muito verde. Lí todos os comentários que foram feitos no TripAdvisor e Google, muitas recomendações, e tinha gente falando mal também, que na minha opinião foram bem exageradas. No primeiro dia (como citei anteriormente) passamos um apuro de ficar sem energia e dormi num calorão, foi difícil mais foi culpa da empresa de energia do bairro, para compensar a nossa primeira noite sem energia pedi para a Dona Elisângela para que no domingo a gente fizesse o check out mais tarde e ela super topou. O quarto não tem ar condicionado, apenas dois ventiladores que deu conta, não tem sinal de telefone, e o wifi lá só pega na recepção (para mim não foi problema porque fui para me desligar disso mesmo). O café da manhã é simples e delicioso, feito com amor pela caseira que é muito gentil, simpática e atenciosa. Como todo lugar no "meio do mato", tem bichos sim, então é sempre bom passar repelente. Ah, e não posso esquecer do mascote do sítio o Duque, um cachorro muito lindo e carinhoso, o lugar me encantou pelo o verde e pelos animais (cachorros e gatos).
Vale a pena ressaltar que a pousada fica há 20 min de Paraty, então se for ficar lá você terá que ter carro para ir ao centro fazer os passeios.

A entrada da Pousada.

Olha eu lá no fundo. HAHAHA

Ao fundo podemos ver os quartos.



Essa é vista da piscina natural.

Pesqueiro

Escuna Porto Seguro

Vi que os passeios mais famosos na cidade era de escuna para conhecer as ilhas, fiquei mega empolgada para fazer e comecei a pesquisar, teve um blog de viagens (esse daqui) que me ajudou na escolha e logo fui fazer a reserva por WhatsApp, conversei com a Giselle e ela teve todo o cuidado em explicar tudo. Fizemos a escuna no dia 24/12, e saímos com 17 pessoas a bordo (eles se preocupam com o número de pessoas a bordo), o máximo da escuna são 35 pessoas. Assim que chegamos lá, aguardamos na catraca para o receber o ticket, pagamos R$70 por pessoa (no final do post vou deixar todos os gastos). Saímos do caís por volta das 10h30min e retornamos umas 15h30/16h (não lembro ao certo). O passeio é MARAVILHOSO, não tenho o que reclamar fomos muito bem recebidos, eles explicam direitinho sobre as histórias das ilhas. O almoço da escuna é muito gostoso e super recomendo, ao decorrer do passeio eles oferecem frutas, água saborizada e cafézinho por conta da casa. O valor da escuna tem que ser paga no dinheiro, porém o que você consumir dentro dela pode ser paga com cartão de débito ou crédito. Não lembro exatamente quais ilhas visitamos naquele dia, sei que o roteiro é decidido no dia, a vontade de fazer outra escuna no domingo era gigantesca, mas não dava pelo o horário e grana, né?! Na próxima vez que fomos a cidade, vamos fazer escuna de novo pode ter certeza.

Observação: Se você não quiser fazer o passeio de escuna e preferir algo mais particular, lá no caís tem vários barquinhos que você pode alugar, assim que você chega lá os marinheiros ficam oferecendo o serviço. Se você estiver num grupo bom de pessoas, vale a pena dividir e saí bem em conta.



Restaurante Casa Coupê

Eu estava aguada para comer nesse lugar, depois que eu vi no vlog da Claudinha só pensava nisso. HAHAHA
Tentamos comer no lugar no dia 24 a noite, porém todos os restaurantes do centro fizeram cardápio de natal com o valor de R$80 reais por pessoa, e só tinha aquele cardápio e nós não gostamos nem pelo o preço e nem por ser apenas uma opção. Voltamos lá no dia 25 (domingo) para almoçar, o atendimento demorou um pouco, a casa  estava com poucos funcionários o que fez com que a gente aguardasse por quarenta minutos a chegada nos nossos pratos, foi a maior espera da vida. 
A qualidade da comida é maravilhosa, eu pedi um penne com natas e camarão e meu namorado um baby beef, eu super amei e ele super achou caro. HAHAHA

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Agora vamos a parte que a gente chora, os gastos da viagem:

Pousada (duas diárias) - R$316,82
Gasolina - R$160,00
Pedágio (usamos o sem parar) - R$47,10 (ida e volta, porque passamos por SP, se você sair de SP saí R$21,90)
Escuna - R$140,00
Alimentação + Bebidas + Acessórios na escuna - R$160,30
Estacionamento (deixamos o carro para fazer a escuna horário das 08h às 18h) - R$15,00 na nossa opinião bem barato, em Santos você paga R$12 a hora.
Mercado (compramos água, cerveja e chocolate) - R$17,36
Almoço na Casa Coupê  (duas refeições e uma bebida) - R$102,00
Pizzaria (uma pizza média e uma bebida) - R$54,00
Açaí - R$18,00
Açaí na praia - R$14,90
Stand Up (alugamos uma hora) - R$30,00

Fizemos o Bla Bla Car na ida e da volta e entrou no nosso caixinha - R$175,00

SUBTOTAL:  R$1.075,48 - R$175,00 (valor que lucramos com o Bla Bla Car) =  TOTAL R$900,48

* Lembrando que o total de R$900,48 é dividido por duas pessoas, saindo R$450,24 para cada.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Desculpem o post gigantesco, e também a falta de fotos do centro da cidade, mas estava muito CALOOR pra andar lá, e eu nem tirei fotos na cidade e nem comprei lembrancinhas (me perdoem amigos e família), por isso coloquei no título "Paraty, o calor do amor", e também porque foi mais uma viagem feita com o meu namorado. 





Espero que tenham gostado, beijos.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM DE

2 comentários

  1. As imagens ficaram ótimas eu necessito conhecer esse lugar, ainda não fui só amante do RJ, mas sempre vou para a metrópole, mas um arraso e que bom que aproveitou tudo. Bjs

    www.purpurinanasvaidosas.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oiii meninas, adorei o post, amo Paraty, é um lugar lindo, perfeito para namorar, relaxar, ficar em conexão com a natureza, muito bom! 'Ahazou' nas fotos ;)

    Bjinhooo

    ResponderExcluir

Facebook

Twitter